Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores

Lançamentos

Antropologia
Ciências
Ciências sociais
Cinema e teatro
Comunicação
Dança
Direito
Educação
Filosofia
Geografia
História
Infantis e juvenis
Literatura

Música
Pedagogia
Política
Urbanismo

Editora Circuito

Todos
Lista de preços

 

 
A mulher escrita

Lucia Castello Branco.
Ruth Silviano Brandão
.
.
.
.

Lamparina
ISBN 85-98271-10-1Cód. barras 9788598271101
Brochura14×207cm224p.280g20042. ed. rev..
Col. O grão da voz
R$ 26.00

A partir da dicotomia a mulher escrita/a escrita da mulher, as autoras escrevem um livro dedicado à investigação feminina da realidade e da problemática representação da mulher, sempre pelo olhar masculino, por meio da história da análise e da literatura.

Com premissas psicanalíticas e de teoria literária, especialmente da corrente de crítica literária ginocrítica, surgida nos Estados Unidos e de orientação assumidamente feminista, as autoras propõem uma grande reavaliação da produção cultural do Ocidente sob a ótica da mulher.

Desde a tradição clássica, como o mito de Narciso e Eco e a tragédia Édipo rei, até realizações mais modernas luso-brasileiras, como José de Alencar, Clarice Lispector, Hilda Hilst e Florbela Espanca, as autoras submetem à sua perspectiva particular todo um retrospecto de alguns dos grandes artefatos culturais do ser humano, com base nas teorias antropológicas e psicanalíticas mais consistentes da atualidade. Teóricos como Bataille, Lacan, Lévi-Strauss e Freud, por exemplo, são referências para salvaguardar suas conclusões.

 
  Sumário

Uma porta, duas entradas

A mulher escrita
Ruth Silviano Brandão

Passageiras da voz alheia

O lugar do texto sobre o feminino

A fascinante (in)quietude do feminino

Circe: o feitiço e o enigma

O sacro ofício da recriação do verbo

Linguagem do poder e poder da linguagem

A loucura feminina na letra do texto

A feminina nau da insensatez

A incompreensível encarnação

Maria Helena Cardoso: um teto não-todo seu

A sétima corda: o som a mais da mulher amada

Memórias de se reinventar: Baticum, de Sonia Lins

A escrita mulher
Lucia Castello Branco

As incuráveis feridas da natureza feminina

A (im)possibilidade da escrita feminina

Um fio de voz tecendo o vazio

Um vulto, uma voz, um véu

Notas sobre uma memória feminina

O feminino ofício de uma escrita delirante

Mamãe Jocasta: gotas de fel no mel

A escritura não tem anel

O amor é cego (sobre a travessia da letra em Clarice Lispector)

O sopro Clarice

Referências bibliográficas