Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores

Lançamentos

Antropologia
Ciências
Ciências sociais
Cinema e teatro
Comunicação
Dança
Direito
Educação
Filosofia
Geografia
História
Infantis e juvenis
Literatura

Música
Pedagogia
Política
Urbanismo

Editora Circuito

Todos
Lista de preços

 

 
Mobilidade e superexploração do trabalho:
o enigma da circulação

Gil Felix.
.
.
.
.

Lamparina
ISBN 978 85 8316 058 8Cód. barras 9788583160588
Brochura16×23cm352p.480g2019..
R$ 58.00

Em Mobilidade e superexploração do trabalho: o enigma da circulação, dando prosseguimento a investigações anteriores sobre as condições de constituição e reprodução social da pequena produção rural, por um lado, e, por outro, sobre as especificidades do exército de reserva nas formações dependentes, Gil Felix analisa processos sociais de mobilidade espacial e de circulação mercantil da força de trabalho a partir de dados de uma etapa de pesquisa realizada junto a trabalhadores de um grande projeto da indústria da mineração na Amazônia Oriental.

Considerando os percursos desses trabalhadores junto a processos em curso no mundo do trabalho e frisando as tendências globais de aceleração e amplificação da circulação mercantil da força de trabalho das últimas décadas, o autor conclui que esses processos implicam em uma maior aproximação entre o exército ativo e o exército de reserva e, dessa forma, em uma nova condição imposta à classe trabalhadora.

O livro, ao condensar estudos realizados pelo autor ao longo das últimas duas décadas e ao analisar de forma sistemática diferentes etapas de pesquisa empírica levadas a cabo desde 2005, pode interessar, em especial, a quem transita criticamente pelas ciências sociais contemporâneas e que estuda ou pesquisa temas como: classe trabalhadora, mobilidade, superexploração, circulação, exército de reserva, indústria da mineração, frentes de expansão, Amazônia e luta de classes na atualidade.

Dado o estado dos debates em curso nos centros de pesquisa situados nos países centrais, voltado, por exemplo, para o devido entendimento das metamorfoses do trabalho e dos trabalhadores em todo o mundo, bem como as ideias que vêm sendo apresentadas, este livro, particularmente, contribui para uma releitura das teses originalmente formuladas no âmbito da teoria social e da política revolucionária latino-americana no contexto do capitalismo contemporâneo.

 
  Sumário

Agradecimentos

Prefácio

O enigma e a paúra da circulação
Considerações iniciais
Situação de estudo e condições de pesquisa

Minas
Trabalhadores “no mundo”
O declínio da “grande migração”
Frentes de expansão e dependência
Totalidade
Um grande projeto japonês, uma mina enxuta
Fluxos e refluxos
Exército de reserva
A “população nômade” e o proletariado irlandês

Firmas
Arranjos reprodutivos
Formas de salário e de não pagamento
Peões-de-trecho
Com ponto certo, sem ponto certo
Rodados
Trajetórias de circulação
Difusão da categoria trecho

Expulsões
Demissões, arrastões, tratores e pastos
Fogo, rebelião, greve
Cidades terceirizadas
O sossego e a questão da volta

Circulação
Circulação e reprodução da força de trabalho
Rumo a uma “classe trabalhadora de reserva”? A aproximação entre exército ativo e exército de reserva
O trabalho nas prateleiras do supermercado
A assim chamada “rotatividade”
Supercirculação, superexploração: (breves) notas finais sobre o caso brasileiro

Mais mercado! O império das coisas
Considerações finais

Anexo
Sobre o conceito de exército industrial de reserva em Ruy Mauro Marini

Dependência e superexploração do trabalho
Acumulação de capital e EIR (em geral e na formação social dependente)
EIR ampliado e superexploração do trabalho

Referências

Abreviaturas e siglas