Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores

Lançamentos

Antropologia
Ciências
Ciências sociais
Cinema e teatro
Comunicação
Dança
Direito
Educação
Filosofia
Geografia
História
Infantis e juvenis
Literatura

Música
Pedagogia
Política
Urbanismo

Editora Circuito

Todos
Lista de preços

 

 
Territórios do futuro: educação, meio ambiente e ação coletiva

Jean Pierre Leroy.
.
.
.
.

Lamparina
ISBN 978-85-98271-74-3Cód. barras 9788598271743
Brochura15.8×20.7cm400p.510g2010..
Coed. Fundação Heinrich Böll
R$ 58.00

O texto de Jean Pierre Leroy cumpre, no conteúdo, no método e na forma, o que Raymond Williams destaca como a tarefa da crítica militante na luta pela hegemonia cultural: aprender e ensinar uns aos outros as conexões entre formação política e econômica e, talvez mais difícil, formação educacional, formação de sentimentos e de relações, que são nossos recursos em qualquer forma de luta.

Num contexto de regressão social e produção destrutiva, em que se aviltam e subtraem direitos, se mercantiliza a educação e se destroem as bases da vida mediante a degradação do meio ambiente, este livro constitui-se em denúncia e anúncio. Trata-se de uma obra que explicita de forma simples e densa uma reflexão que alia concepção de vida e ação concreta sobre temas centrais ao presente e ao futuro da vida humana, plasmados na vivência coletiva com grupos e movimentos sociais que têm em sua agenda a superação das relações sociais capitalistas e de todas as formas de exploração e alienação.

Por ser uma reflexão a partir da ação concreta ou da práxis, a força de seu conteúdo está em nos dizer que outras relações sociais — solidárias, cooperativas e emancipatórias — são viáveis e formam o germe da concretização da utopia de um outro mundo possível.

“Nesta coletânea […] o leitor encontrará o pensamento e o trabalho de um dos mais atuantes defensores do meio ambiente. E perceberá que é necessário ver além do senso comum, para o qual a luta ambiental costuma ficar resumida a uma ação romântica. Ao contrário. No entender do visionário Jean Pierre, o meio ambiente está relacionado a todos os campos do saber, traçando as bases para uma biopolítica capaz de considerar o bem-estar dos seres humanos e também do planeta. Vale a pena pensar nisso junto com ele, dialogando com seu texto e aprendendo com sua experiência.”
Do prefácio de Marina Silva, senadora do Acre pelo Partido Verde

 
  Sumário

A aventura da complexidade.
Thomas Fatheuer

Prefácio.
Marina Silva

Introdução

I. Educação popular e movimentos sociais

Desafios do trabalho do educador na virada do milênio

Dilemas de uma educação em tempo de crise

Os desafios para a construção da cidadania: uma análise sobre a participação em diferentes projetos

II. Desenvolvimento

Agenda 21: portadora das contradições do século XX e anunciadora das contradições do século XXI

Desenvolvimento? Que desenvolvimento? Um outro Brasil germinando

Novas premissas da sustentabilidade democrática

Prioridades para uma agenda estratégica de um ponto de vista ambiental

Ecologia, economia e ética: pressupostos para o desenvolvimento sustentável

III. Amazônia

Da comunidade local às dinâmicas microrregionais sustentáveis

Política ambiental do governo Lula para a Amazônia

Amazônia: território do capital e territórios dos povos

Um movimento que marcou época: Corrente Sindical Lavradores Unidos de Santarém

Dilemas e desafios para os movimentos sociais na Amazônia brasileira

IV. Agricultura e biopolítica

Por uma reforma agrária sustentável

Agrocombustíveis: sucessores do ciclo das “drogas do sertão” ou uma chance a mais?

Biopolítica: as nanotecnologias e os novos desafios

V. Relações internacionais

Dívida ecológica brasileira: quem deve a quem?

O Brasil na economia global. Petrobras: integração ou exploração?

Qual integração regional?

Siglas

Referências