Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores

Lançamentos

Antropologia
Ciências
Ciências sociais
Cinema e teatro
Comunicação
Dança
Direito
Educação
Filosofia
Geografia
História
Infantis e juvenis
Literatura

Música
Pedagogia
Política
Urbanismo

Editora Circuito

Todos
Lista de preços

 

 
Sistema político do Império Romano do Ocidente: um modelo de colapso

Norma Musco Mendes.
.
.
.
.

DP&A
ISBN 85-7490-151-2Cód. barras 9788574901510
Brochura14×21cm240p.290g2002..
Coed. FAPERJ
R$ 28.00

É comum associar a ideia de decadência ao Baixo Império Romano do Ocidente. Um dos objetivos deste livro é mostrar que não se devem atribuir conceitos necessariamente negativos ao período, e sim entendê-lo como dono de uma identidade própria. Cinrcunscrito ao século IV, o exame elaborado pela autora alia-se a conceitos recentes na abordagem da “queda” do Império Romano em 476 d.C., data convencionada como o fim da Antiguidade, conformando um modelo explicativo com base na teoria sobre o colapso de sociedades complexas desenvolvida pelo arqueólogo Joseph Tainter, nos axiomas gerais do modelo centro/periferia de Wallerstein — adaptados às organizações pré-capitalistas — e nos postulados da análise sistêmica.
 
  Sumário

Apresentação
Ciro Flamarion Cardoso

Introdução

Capítulo I
Documentação, metodologia da pesquisa e historiografia

Capítulo II
Modelo relativo ao colapso do Império Romano do Ocidente

Capítulo III
Alto Império: retorno de marginais crescentes

Capítulo IV
A transformação da periferia germânica: ponto de inflexão da curva do nível de complexidade

Capítulo V
Retornos marginais decrescentes: queda do nível de complexidade social

Conclusão

Abreviaturas

Lista de ilustrações