Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores

Lançamentos

Antropologia
Ciências
Ciências sociais
Cinema e teatro
Comunicação
Dança
Direito
Educação
Filosofia
Geografia
História
Infantis e juvenis
Literatura

Música
Pedagogia
Política
Urbanismo

Editora Circuito

Todos
Lista de preços

 

 
Jornal, solidariedade e voluntariado

Carmen Lozza.
Regina Pinto
.
Sílvia Pedreira.
.
.

DP&A
ISBN 85-7490-172-5Cód. barras 9788574901725
Brochura14×21cm104p.160g2002..
Col. O jornal na escola
R$ 25.00

Hoje, mais do que nunca, o aprendizado da criança e do jovem se dá também fora dos limites da sala de aula. Os meios de comunicação de massa, a despeito de aspectos francamente deploráveis, possibilitam fazer da informação um meio de formação de caráter e de disseminação de valores éticos fundamentais. Especialmente a imprensa escrita assume papel de destaque no cenário educativo. Textos de jornais e revistas revelam-se útil complemento ao material didático utilizado na escola, uma vez que se reforçam os benefícios e a necessidade da leitura, prática indispensável à constituição psicocultural do ser humano. O ponto de vista contemporâneo dos temas abordados oferece mais aprofundamento e dinamismo na discussão de determinados conceitos. Um dos aspectos elementares do jornalismo — o dever de buscar e confrontar distintas versões relativas a um fato — estende-se a esse tipo de pedagogia: ensina-se a importância de haver uma perspectiva ampla na compreensão do que se lê. Dotado de uma visão mais madura e abrangente, o aluno se torna mais bem preparado para assimilar e debater questões presentes no dia a dia. Solidariedade e voluntariado, assuntos-chave deste livro, são exemplos sempre atuais dessas questões. Aqui, o leitor encontra textos esclarecedores acerca do assunto, organizados de forma a: (a) mostrar como os valores em questão ganharam espaço de notícia; (b) analisar a gênese desses valores e sua presença no cotidiano, relacionando-os a elementos histórico-políticos de capitalismo, neoliberalismo e globalização; (c) caracterizar o trabalho voluntário como decorrência natural da solidariedade.

 
  Sumário

Carta aos professores e às professoras
Imprensa e solidariedade
Os valores e sua gênese
As circunstâncias históricas propiciadoras do trabalho voluntário
“O que dá pra rir, dá pra chorar” – quando uma releitura pode ser elucidativa
Como é possível ressignificar nossa porção solidária?
Referências bibliográficas