Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores
 
  Samuel Frederico
Samuel Frederico é doutor em geografia humana pela Universidade de São Paulo, professor do Departamento de Geografia da UNESP (Rio Claro) e professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UNICAMP.
 
 

 

 
Globalização do agronegócio e land grabbing:
a atuação das megaempresas argentinas no Brasil

Júlia Adão Bernardes.(org.)
Samuel Frederico.(org.)
Carla Gras.(org.)
Valeria Hernández.(org.)
Gabriela Maldonado.(org.)
O início do século XXI marcou a chegada de uma nova safra de capitalistas na agricultura mundial. Trata-se da significativa presença do capital financeiro internacional, representado por diversos tipos de fundos 
(pensão, soberanos, hedge, endowments, private equity), corporações (bancos, seguradoras e empresas) e indivíduos de alta renda, sobretudo, nos países de maior dinamismo agrícola e com a disponibilidade de espaços para a expansão da agricultura moderna como o Brasil e a Argentina. Esse fenômeno se insere em uma dinâmica mundial de investimento em terra e na produção agrícola, decorrente, sobretudo, da significativa elevação dos preços dos alimentos ao longo da década de 2000 e da crise financeira de 2007–2008, no que se convencionou denominar global land grabbing.

 
 

 

 
Espaço geográfico e competitividade:
regionalização do setor sucroenergético no Brasil

Júlia Adão Bernardes.(org.)
Ricardo Castillo.(org.)
.
.
.
Algumas das mais significativas transformações no uso do território brasileiro provocadas pela dinâmica recente do setor sucroenergético são identificadas, analisadas e interpretadas neste livro, à luz de uma teoria regional pautada na divisão territorial do trabalho e na competitividade geográfica.

 
 

 

 
Espaço e energia:
Mudanças no paradigma sucroenergético

Júlia Adão Bernardes.(org.)
Catia Antonia da Silva.(org.)
Roberta Carvalho Arruzzo.(org.)
.
.
Compreender as mudanças no setor sucroenergético no contexto nacional, considerando a conjuntura atual marcada por diversas transformações econômicas, políticas e sociais que impactam a escala regional. Esse é o objetivo dos 18 pesquisadores reunidos neste livro, resultado do seminário “Reestruturação do setor sucroenergético brasileiro: novas e velhas espacialidades”, que ocorreu em 2012 na UFRJ.