Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores
 
  Maria Helena Rauta Ramos
Chefe do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).
 
 

 

 
Política de habitação popular e trabalho social

Ana Izabel de Carvalho Pelegrino.(org.)
Maria de Fátima Cabral Marques Gomes.(org.)
.
.
.
Diferentes enfoques oriundos do serviço social, da arquitetura, da sociologia e da antropologia tratam de habitação popular e trabalho social. A ênfase dos estudos recai sobre o papel das políticas públicas e, sobretudo, o do assistente social nas ações de intervenção urbanística. Os processos de favelização, suburbanização e periferização tomam novas configurações, o que evidencia ser o espaço urbano o lócus imediato de rebatimento das transformações globais. A importância deste livro está marcada no fortalecimento da intervenção social, particularmente relevante no caso brasileiro, em que a fragilização do Estado tem deflagrado graves consequê­ncias de todos os matizes quanto ao uso do território.

 
 

 

 
O tabu da gestão: a cultura sindical entre contestação e proposição

Jean Lojkine.
Jean Robert Weisshaupt. (trad.)
Maria Helena Rauta Ramos. (trad.)
.
.
Por intermédio de uma abordagem sociológica dos problemas das associações corporativas tradicionais dos trabalhadores, traça um panorama de como se anuncia nos países ocidentais uma nova relação entre patronato e assalariados. Examina, de modo particular, a “terceira via” do movimento sindical contemporâneo, reflexo de uma organização que já não se pretende mais exclusivamente “obreirista”, tampouco “reformista”, mas que, voltada a ser ainda revolucionária, atua na gestão da empresa mediante novos critérios de eficácia social. O obstáculo mais sério a essa mutação cultural reside mais na alienação cultural mundial do que na desigualdade dos meios institucionais e das competências gestionárias.

 
 

 

 
Metamorfoses sociais e políticas urbanas

Maria Helena Rauta Ramos.(org.)
.
.
.
.
Os desafios políticos impostos pelo uso das novas tecnologias no sistema de produção e pela reconfiguração do espaço urbano, assim como o impacto causado pela revolução informacional na produção do conhecimento, são os principais assuntos tratados aqui. Registra-se o resultado de pesquisas dedicadas à investigação dos processos urbanos, as quais se dirigem àqueles interessados em conhecer propostas correntes de gestão democrática da cidade e de reestruturação produtiva dos territórios. O diálogo engendrado ao longo das páginas indica os critérios hodiernos de avaliação da eficácia das políticas públicas e aponta para tensões decorrentes da reorganização socioeconômica deflagrada pelas mudanças tecnológicas.